Google+ Followers

quarta-feira, 19 de março de 2014

O tempo como inimigo!

“Tempos depois houve outra festa, e Jesus estava de volta a Jerusalém. Perto da porta das ovelhas, havia um tanque chamado Betesda em aramaico, com cinco pavilhões. Centenas de doentes – cegos, aleijados, paralíticos – ocupavam esses pavilhões. Um homem inválido estava ali havia trinta e oito anos. Quando o viu estendido ao lado do tanque, sabendo por quanto tempo ele estava ali, Jesus lhe disse: você quer ficar bom?
O homem respondeu: Senhor, quando a água é agitada, não tenho quem me ponha no tanque. Tento chegar, mas sempre alguém chega antes.

Jesus disse: levante-se, pegue sua maca e comece a andar! O homem ficou curado imediatamente, pegou a maca e saiu dali.” João 5:1-9

Quantas vezes ouvimos dos outros a seguinte frase: “deixa o tempo curar isso” ou “nada melhor que o tempo”. O tempo é sempre dito como nosso amigo, e ás vezes realmente é dependendo do seu tamanho, mas poucos conseguem ver o tempo como sendo nosso inimigo também. O texto da palavra de Deus que eu coloquei ali em cima pode falar com você em diversas maneiras, mas quero compartilhar um pouco algumas coisas que Deus falou comigo, e que foge um pouco do âmbito da cura física, e que muitos se atém somente a isso. Mas antes quero expor uma ideia que vai permear todo esse texto.
Uma coisa que não vemos quando decidimos deixar o tempo tomar conta das coisas é que esse mesmo tempo pode nos afastar da verdadeira solução pro caso. Pensemos em um namoro onde há uma briga por ciúmes excessivos por uma das partes que leva ao rompimento. Geralmente, a pessoa que causou a briga e levou o outro a romper é quem fica mal em maior intensidade. Os conselhos que lhe chegam com mais frequência é de que ela espere a poeira baixar, de um tempo antes de ir procurar novamente a pessoa. Concordo que a procura não deve ser imediata, porém nesse tempo que ela decide esperar para ir atrás é que está o perigo. Não quero aqui estipular um tempo certo para ir atrás, mas quero que se entenda que um tempo maior que o necessário se tornará um inimigo.
Creio que todos sabemos que quando uma ideia é criada e se fixa na mente, é muito, mas muito difícil tirá-la ou muda-la. E quero ir além do âmbito de um namoro. Trazendo para um relacionamento de familiares ou de amigos, os quais havia uma relação intensa e importante para os lados. Quando há um rompimento em um relação intensa, ambos os lados sentem muito. Tirando algumas exceções que encontraremos o caso de orgulho, sempre uma pessoa deve ir ao encontro da outra para curar essa angústia e sofrimento que o rompimento lhe causa. Contudo, essa pessoa ao deixar tempo demais se passar, irá se criar uma nova ideia na mente: a de que por mais que sinta falta e queira novamente se relacionar com o outro, é possível conviver com essa angustia e falta e assim substitui essa relação por outra, tentando compensar a relação desfeita, porém nenhuma relação é capaz de compensar outra, elas são únicas. E essa ideia instalada na mente irá modificar totalmente a relação quando ela for retomada, se for. As coisas já não serão da mesma forma e por mais que aja esforço das duas partes, aquele tempo foi o suficiente para estragar uma parte da vida da pessoa, e digo uma parte da vida, considerando a importância que essa relação tinha.
Aplicando junto ao texto, vemos que aquele homem estava ali na beira do tanque a 38 anos. Talvez todos não saibam, mas ele estava ali todo esse tempo, pois uma vez por ano, um anjo descia e movia as águas, de forma que, o primeiro que se banhasse no tanque saia curado dali. O problema deste homem é que ele criou essa ideia devido ao tempo que permaneceu ali, que seu problema, seu sofrimento só poderia acabar ao esperar um ano até a vinda do anjo, e depois esperar outro ano, e assim por diante, até que ele conseguisse se banhar e ser curado. Essa ideia o impedia de ir atrás daquilo que importava para ele. Ele tinha pelo menos um pouco de conhecimento de Deus, e pouco tempo antes já se chegava aos ouvidos dele sobre um homem que curava o corpo e a alma com milagres. Ele poderia ter ido atrás de Jesus, mas isso ia requerer esforços que ele não estava disposto a fazer e também iria pedir que ele lutasse contra a ideia de que o tempo traria a solução para ele, e a luta na mente são sempre as maiores. Veja amigos, tudo acontece no tempo certo, porém Deus não fará pela gente aquilo que está ao nosso alcance fazer.
Este homem após ter sido curado creu em Jesus e passou a viver uma nova vida. Começou a desfrutar da verdadeira paz e alegria de viver. Mas ele perdeu muitos anos vivendo a ideia de que só o tempo pode resolver suas questões. Quanto tempo ele deixou de viver de forma alegre e relevante, dando sentido a sua vida e também a de outros, sentido este encontrado na vida de toda sua família e creio que de outros a sua volta também.
E por fim, saindo do âmbito das relações com pessoas e entrando na relação com Deus, nosso Deus! Não deixe que o tempo leve você até Deus. Se dirija até Ele. Não deixe que essas ideias te paralisem, pois a cada dia você irá criar desculpas para não fazer o que é certo, para não ir atrás do que é correto, fazendo com que você se apegue substitua uma relação com Deus por uma relação qualquer. Algumas vezes tentamos deixar as coisas certas aqui com as pessoas por não saber quando partiremos, então por que prolongar em acertar as coisas com Deus hoje?
Desejo que todos nós não deixemos de agir por esperar que o tempo traga respostas. Não só deixaremos de viver momentos dignos como deixaremos de fazer um bem ao outro que só nós poderíamos fazer. Deus quando coloca você na vida de alguém, por mais breve que seja, é para você fazer algo que ninguém mais poderia fazer. Ao deixar que o tempo seja o seu guia para respostas, você perde relações e relevância na vida da pessoa. Não importa o que aconteceu, Jesus está a porta desejando que Ele seja o seu guia e não o tempo. Chega de perder mais tempo, aceite as palavras de Jesus, levante e caminhe, assim você terá uma nova vida e deixará de ser refém do tempo e de ideias que te afastam dos outros. As escolhas certas não são baseadas no tempo e sim segundo o conselho do próprio Cristo. Talvez você pense que hoje seja tarde para recuperar algumas questões, e talvez seja, pois oportunidades não voltam, mas hoje você tem a chance de fazer tudo diferente daqui pra frente. Tem a possibilidade de não errar com outras pessoas, se magoou alguém algum dia, não magoará mais, se deixou de ser relevante e importante na vida de alguém, agora isso é possível fazer diferente, desde que o tempo não seja o permeador de suas escolhas. Deus abençoe!

video

O que é certo tenho ignorado
Eu tenho gastado a minha vida tentando complicar tudo que eu acredito
Assim, paralisado em meu pensamento, sempre vou ter uma desculpa
Só mais outra desculpa para atrasar hesitando o progresso com passividade
As respostas que eu encontrei são todas as mesmas
Eles descobrem questões que ainda permanecem
As respostas que eu encontrei são todas as mesmas
Eles descobrem questões que ainda permanecem
O que é certo tenho ignorado
E o que eu sei é simples se sou honesto comigo mesmo
Minha alma está quebrada contudo reparada facilmente
E o que eu sei é simples
Eu devo morrer se quero verdadeiramente viver
As respostas que eu encontrei são todas as mesmas
Eles descobrem questões que ainda permanecem
As respostas que eu encontrei são todas as mesmas
Eles descobrem questões que ainda permanecem
A grandeza de nós se torna menor
Eu devo renascer para reviver um coração que bateu mal
Mantendo vivo esta moldura oca
Eu devo renascer
Eu devo renascer

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Quando estamos no deserto!



     Você já esteve no deserto? Um momento extremamente difícil de muita angústia e sofrimento interno? Por exemplo crises existenciais, sentimentais, frustrações ou quebra de expectativas? Pensando em falar sobre deserto e sofrimento eu não poderia deixar de ler o livro de Jó. Eu destaquei três fatos entre tantos.
     O primeiro é: O QUE FAZEMOS QUANDO NOS ENCONTRAMOS DESANIMADOS E SEM RESPOSTAS?
     Uma surpresa que encontramos  é que fazemos o que é certo e recebemos pancada. Muitas vezes fazemos o melhor que podemos e, quando já estamos prontos para receber nossa recompensa, somos atingidos por um golpe inesperado e perdemos o equilíbrio.
     Uma das coisas que mais fazemos é querer ficar sozinhos, trancados no quarto. Muitas vezes choramos em busca de diminuir uma dor. Outras vezes tentamos dormir pensando pular um período que sentiríamos dor. Vamos olhar para o texto então:
     Quando penso: “vou para a cama, e quem sabe, eu melhore. Ou um cochilo me fará bem.” Surgem pesadelos para me assustar e visões de apavorar! Preferia ser enforcado e morrer a continuar desse jeito viver. Eu desprezo essa vida! Quem precisa disso? Deixem-me sozinho! Minha vida não vale nada, não passa de fumaça. 7: 13-16.
     Eu já tentei ter como rota de fuga ou de resposta o sono, e sei que não é bem assim que funciona. Ou você consegue ter noites de paz e bons sonhos sem sonhar com aquilo que te faz falta ou angustia?
     Segundo: POR QUE DEUS TE COLOCA NO DESERTO QUANDO VOCÊ ACHA QUE ESTÃO BEM AS COISAS? POR QUE ELE TE FAZ SENTIR DORES E DESANIMAR MUITAS VEZES DE FAZER A OBRA DELE?
     Muitas vezes pensamos que só podemos ter uma vida com Deus se acumulamos cargos ou responsabilidades dentro de quatro paredes; desculpa mas isso somente mostra que você assumiu compromissos com homens, porque assumir uma vida com Deus vai muito além disso. Vai além da oração antes de dormir ou quando acorda. Vai além de ler uns versículos que recebe no email ou celular. Vida com Deus precede andar com Deus e andar com Deus requer renuncias, requer odiar o que Ele odeia, não ouvir o que ele abomina. Estamos preparados para isso?
     Vou dizer uma coisa que me chocou e que eu não tinha pensado ainda, é algo que o Max Lucado diz:
     O deserto não é um acidente de percurso, é uma agenda de Deus na sua vida. Escola superior do ES pra treinar você. Ele quer primeiro trabalhar em você pra depois através de você. Vida com Deus precede trabalho de Deus.
     Até aceitarmos que Deus nos coloca no deserto pensamos nas mais diversas besteiras, como se Deus não estivesse no controle e não fosse fiel nas suas palavras, vamos ao texto:
“Acreditem em mim, sou inocente!” não consigo entender o que acontece. De que vale a vida? Dá tudo na mesma! Não há diferença nenhuma! Pois Deus destrói tanto o que é mau como o que é bom e honesto. Quando a calamidade ataca e traz morte repentina, ele cruza os braços, insensível ao desespero do inocente. Ele permite que o ímpio assuma o controle do mundo, designa juízes que não discernem o certo do errado. Se ele não é o responsável, então quem é? 9: 21-24
     Mais no começo do livro um de seus amigos, que o acusa até não querer mais dizendo que a causa de Jó estar naquela situação é simplesmente o pecado, mostra que Jó convivia e ajudava pessoas em situações parecidas:
        Então Elifaz, de Temã, respondeu:
     Você se importaria se eu dissesse algo? Em tais circunstancias, é difícil ficar calado. Você mesmo fez isso muitas vezes, disse palavras que esclareceram e animaram os que estavam a ponto de desistir. Suas palavras deram firmeza aos que cambaleavam e nova esperança a quem estava à beira de um colapso. Mas agora que é com você fica desanimado. Quando você é atingido, fica aflito. Sua vida devota não deveria dar confiança a você? Sua vida exemplar não deveria dar esperança a você? 4:1-6
      Penso que é contraditório e eu mesmo me vi em contradição algumas vezes quando tento ser usado pra levantar alguém, animar ou fazer a pessoa ver com outros olhos aquela situação, pois quando é conosco o buracão é mais embaixo, parece que nossa fé se esvazia, nossas esperanças se vão de uma forma que nunca havíamos ouvido as promessas de Cristo para nossas vidas.
       Quando estamos no deserto nossos ouvidos estão mais abertos do que nunca, porém para tudo e todos, mas para as coisas de Deus eles parecem trancados. Buscamos preencher o vazio de várias formas e uma delas é se apegando ao novo e a principal ferramenta do inimigo é colocando pessoas para te confundir. Dessa vez não tem a ver com uma carência, mas de tentar preencher uma lacuna que uma frustração deixou e como somos movidos por sentimentos e emoções, as pessoas ganham grande destaque nessas horas.
     Mas... É NAS HORAS MAIS BARULHENTAS E CONFUSAS QUE PENSAMOS QUE DEUS NÃO ESTÁ NOS OUVINDO QUE ELE SE REVELA.
       Chega um momento que nos encontramos sem chão. Um fala dum lado, outro de outro lado, ouvimos pregações, oramos, lemos a bíblia e parece que nada nos atinge. É duro isso, parece que o silencio de Deus dói mais que uma exortação Dele. Com Jó não foi diferente, quando mais ele questionava Deus e o seu deserto, mas ele se sentia ignorado. Mas Deus é misericordioso e não se tarda em falar conosco, apenas trabalha no tempo certo, pois Ele não vê como a gente vê.            Vamos ao texto:
     Finalmente, o Eterno respondeu a Jó, do meio de uma violenta tempestade. Ele disse:
     “Por que você complicou tanto a questão?
     Por que você fala sem saber do que está falando” 38:1 e 2
     Por que complicamos? Quem é você? Quem eu sou? Já se perguntou isso diretamente a Deus? 
Você é um filho de Deus e não por você, mas porque assim Ele quis, porque Ele te escolheu! Creio que não conseguiremos nesta vida entender a profundidade de sermos chamados filhos de Deus. Mas quando Ele nos chama de filho Dele, podemos vislumbrar um pouco dessa glória que pertence somente a Ele.
     Quando paramos e vemos o que éramos a 10 anos atrás... 5 anos atrás. um mês atrás... e em que fomos transformados nesse tempo, seja através de deserto ou de bonança, começamos a despertar para uma nova realidade;
E que realidade é essa? De graça e amor!
Algo te prende hoje?
Passado?
Presente?
Futuro?

Foi levado ao deserto e não consegue ver coisas novas na sua vida?
Até que ponto você está complicando uma situação que está sob controle de Deus?


MEU PAI LIBERTOU MEU PASSADO, PRESENTE E FUTURO.
ELE NÃO VÊ O QUE EU VEJO.
ELE NÃO VÊ O QUE VOCÊ VÊ.
ELE VÊ MEU DESTINO E ME CHAMA PARA SER UM FILHO.
ESTE É QUEM SOU.
NO MEIO DE UM TIROTEIO, VOCÊ ME CHAMOU DE FILHO.
ESTE É QUEM SOU.
PELO PODER RESSUCITADO DA MORTE, E O QUE VOCÊ TEM FEITO?
ESTE É QUEM SOU.
TUDO O QUE FUI E TUDO O QUE ME TORNEI.
ESTE É QUEM SOU.
QUEM EU SOU: EU SOU UM FILHO!
QUEM EU SOU!



terça-feira, 5 de novembro de 2013

Culpamos a Deus!

 

     Salomão amou muitas mulheres estrangeiras. Além da filha do rei do Egito, ele casou com mulheres hetéias e com mulheres dos países de Moabe, Amom, Edom e Sidom. Casou com elas, mesmo sabendo que o Senhor Deus havia ordenado aos israelitas que não casassem com mulheres estrangeiras porque elas fariam com que os corações deles se voltassem para outros deuses... e, quando ele já estava velho, fizeram com que o seu coração se voltasse para deuses estrangeiros. Ele não foi fiel ao Senhor, seu Deus, como Davi, o seu pai, havia sido. Salomão adorou Astarote, a deusa de Sidom, e Moloque, o nojento deus de Amom. Ele pecou contra o Senhor e não foi fiel a ele como Davi, o seu pai, havia sido. I Reis 11: 1-6


Alguma vez você já culpou Deus por algo não ter dado certo? Não ter saído como você imaginava? Creio que sim! Todos nós somos movidos por emoções e sentimentos, quando nos deparamos com algo que nos frustra, ou que são contrárias às nossas expectativas, a primeira coisa a fazer é querer saber o que saiu errado e culpar alguém ou alguma atitude.

Salomão pediu sabedoria à Deus. Ele teve. Mas mesmo com sabedoria, em seu livre arbítrio ele fez escolhas contrárias à vontade de Deus. Ele tinha todo um reinado em suas mãos. Havia riquezas de todos os tipos. Mas ele ainda queria mais, pois tudo estava cooperando para ele. Mas uma escolha sua mudou todo o seu destino. Uma escolha que para nós é muito mais séria do que nunca em dias atuais: com quem estar unido. Uma esposa. Um marido.
Muitas vezes queremos entrar na aceitação do social a nossa volta aceitando entrar em algo sem certeza. Não somos robôs nas mãos de Deus, creio que Ele permite que façamos nossas escolhas sem que isso interfira no propósito final que Ele tem para nós. Mas essas escolhas não são livres de consequências. Muitas vezes nos vemos na necessidade de estar com alguém. De gostar de alguém. Mas será mesmo necessário isso? Não podemos ficar momentos sozinhos, se utilizando desse tempo para andar mais com Deus e esquecer um pouco das preocupações deste mundo? Assim como Salomão tinha a responsabilidade sobre um reinado, nós temos a responsabilidade, não sob um reinado, mas sob muitas pessoas que nos cercam e que estão sedentas por esperança e amor. Salomão perdeu muito por sua escolha mesmo sabendo que Deus já havia ordenado que não era pra proceder daquela forma a sua escolha. E quanto a nós? Será que Deus não nos mostrou como devemos agir perante uma escolha tão importante?
O Espírito Santo que nos guia, pode nos ajudar a fazer a escolha certa, basta buscarmos sua presença e resposta. Quando não fazemos isso, estamos fadados a sofrer grandes consequências. Tais consequências não acabam quando nos frustramos e partimos para outra, mas se prolonga por tempo indeterminado. Vemos que Salomão se afastou de Deus e na sua velhice adorou outros deuses, deixando de ser fiel. Até onde estamos disposto a ir com nossas escolhas? Até quando vamos sofrer por não ouvir Deus dizendo: “calma meu filho, não é isso que eu tenho para você!”. Vamos parar de culpar Deus por não termos o que queremos. Devemos lembrar que temos o que precisamos para o momento. Salomão em toda sua sabedoria fez uma escolha errada, imaginemos nós com tamanha limitação aonde poderíamos chegar agindo por nós mesmo?
Acredito que crescemos quando quebramos a cara, mas podemos crescer também sem dar ouvidos a pressão do mundo à nossa volta. Tal resposta a essa pressão pode fazer com que percamos muitas bênçãos de Deus para nossas vidas. Isso pode se refletir na área social, física, emocional e espiritual. Mas não param por aí, essa escolha errada vai refletir em outras dezenas de escolhas enquanto estiver com essa pessoa, e todas elas geralmente vão ser contrárias a Deus. É triste pensar que podemos perder de viver a plenitude de um casamento abençoado e que honre a Deus por ir por caminhos contrários ao Dele. Pensar que os filhos que teremos poderão ser afetados negativamente por tal erro. Muitas vezes acreditamos que as consequências se refletem após a frustração e somente na área emocional, mas peço que mudemos esse pensamento e que possamos ir mais longe em pensar nas consequências. Negativista? Não! Realista! A palavra de Deus nos mostra que na sua velhice Salomão se afastou de Deus por tal escolha. Então, podemos ver que pode ir mais longe que imaginemos. Não vamos deixar de viver com alguém que nos fará sentir completo para viver com alguém que apenas supre uma carência!
Vamos parar de viver num dualismo fracassado. Não vamos dar ouvidos à uma carne sedenta por prazer e falta de algo que você só encontrará em Deus. O evangelho não é de dupla medida. Ele é simples e impar! Seja lá quais foram suas escolhas até hoje e se está colhendo as consequências ainda, mas Cristo te dá uma nova chance a cada dia de mudar isso. De fazer as escolhas certas e viver a alegria e satisfação que Ele quer para você. Momentos difíceis virão a todo momento, mas com a graça de Jesus você sairá de todos eles ileso. Vamos viver os sonhos de Deus! O sofrimento é a consequência do pecado e do erro, mas a vida alegre e abundante é fruto da graça e amor de Cristo por você querer renunciar o mundo e as escolhas que te agregam a Ele! Deus abençoe!




Oh, essa nova geração se afogando em auto piedade
Procurando toda possível maneira de gritar “ai de mim” para o mundo
Esperando encontrar simpatia.
Em um mundo cheio de tantas pessoas
Em um mundo com livre arbítrio
Como podemos culpar Deus pelo nosso sofrimento?
Quando nós somos os únicos a procura de fortes emoções
Nós estupramos, nós matamos
Mas raramente assumimos a culpa
Nós construímos nossas casas na areia da praia
Nào há lugar para sofrimento, apenas para crescimento
Nós construímos nossas casas na areia da praia
Nào há outra opção, a não ser aprender e crescer

Nós culpamos a Deus
É mais fácil que engolir a verdade
Nós corremos atrás de nossos sonhos, mas ainda sofremos
Rasgando as cicatrizes, mas ainda sofremos
Nös culpamos a Deus
Pela falta de raciocínio humano nós questionamos nosso sofrimento
Nós corremos atrás de nossos sonhos, mas ainda sofremos
Rasgando as cicatrizes, mas ainda sofremos

Porque você acha que é uma vítima?
Você age como o sofrimento fosse algo novo, mas não é
Todos nós temos que passar por isso
Eu não vou mais tolerar
Medida dupla ter mais significância que a razão
Nós construímos nossas casas na areia da praia
Não há lugar para lágrimas, apenas para crescimento
Nós construímos nossas casas na areia da praia
Não há outra opção, a não ser aprender e crescer.